terça-feira, 21 de dezembro de 2010

RECEITA DO HOMEM PERFEITO

Se fosse possível criar tamanha impossibilidade... como seria? Pois bem, brinquemos com isso... E, como o Natal está chegando, quem sabe Papai Noel não dá uma olhadela, inspira-se e auxilia neste projeto...

Ingredientes:

- educação (não precisa ser um lorde inglês, mas que abra a porta para nós, puxe a cadeira pra que sentemos e que ande na beira da calçada nos protegendo, mas nunca nos deixe para trás...);
- claro que tem que saber ler, óbvio, e escrever também (não precisa ser PHD em nada, mas que tenha um conhecimento razoável de Língua Portuguesa e que saiba expressar o que pensa... nossa, difícil..);
- covinhas (não sei por quê, mas adoro... tem que ter);
- dentes perfeitos (ah, minhas outras encarnações em que eu era senhora de escravos...);
- mãos fortes e bonitas (nem preciso descrever sua utilidade...);
- olhos que vejam apenas a gente (pras outras ele é cego... de fininho consegue ver a mãe da gente e, mesmo assim, se ela não for mais bonita que nós);
- sotaque (aqui é a gosto: pode ser argentino, francês, italiano, carioquês, gauchês, catarinês...);
- cabelos ajeitadinhos (se tem ou não também não farão falta, é algo muito relativo... também não queremos ninguém pra disputar nossos shampoos);
- pés bonitos (nada daquelas unhas amareladas e encravadas por conta de futebol...);
- sem barriga (também pode ser um opcional);
- órgão sexual (basta possuir e saber usar);
- profissão (qualquer uma, desde que esteja feliz e sinta-se realizado com o que escolheu);
- senso de humor (que o tenha sempre e que suporte e compreenda nossa TPM!);
- bumbum (ai, gurias... como é que a gente não vai querer um bem bonitinho, empinado...);
- solteiro ou divorciado, mas se tiver kit (ex-mulher e filhos) que tudo esteja bem resolvido entre eles e que os filhos estudem fora do país e que raramente venham para casa (e põe raramente nisso), se for viúvo, melhor ainda.

Modo de preparo:
Misture tudo, leve ao forno por alguns segundos e entregue lá em casa, nem precisa embrulhar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário